Nascar

  • Crédito: Divulgação/Nascar

    Carro de Kevin Karvick em 2016: patrocínios não faltam na categoria.

Crise não tem lugar neste grid

Enquanto outras categorias estão de pires na mão, Sprint Cup atrai cada vez mais recursos
Por: Altair Santos - 26/12/2015 14:05:51

A Nascar Sprint Cup estima que o faturamento em 2016 chegue à cifra de 8 bilhões de dólares (R$ 32 bilhões). Entre os patrocinadores que aderem à categoria, produtos licenciados, venda de ingressos e direitos de transmissão, essa é uma categoria que desconhece qualquer crise que possa estar rondando o automobilismo mundial.

Comparativamente, a Fórmula 1 e a Fórmula Indy buscam adaptações para conter perda de recursos e conseguir atrair mais público. Já a Nascar, principalmente a Sprint Cup, só vê crescer seus fãs. Hoje a categoria conta com aproximadamente 80 milhões de aficionados – a maioria dentro do próprio Estados Unidos.

Em 2018, a Nascar (National Association for Stock Car Auto Racing) vai completar 70 anos. Até lá, os organizadores da categoria pretendem tornar a Nascar em um evento consolidado internacionalmente. O objetivo e expandir o sucesso da categoria principalmente pela América Latina.

No Brasil, os cálculos da Nascar apontam que a categoria já conta com cerca de 150 mil fãs. Uma das estratégias é abrir espaço para pilotos brasileiros. Até hoje, quem mais esteve perto de competir pela Sprint Race foi Nelsinho Piquet – atual campeão da Fórmula E. No país, o similar da Nascar é a Stock Car.

Com a ida da Haas – uma das mais tradicionais equipes da Nascar - para a Fórmula 1, é possível que a categoria abra também uma porta para trazer pilotos da F1 para a Sprint Cup. O tricampeão Lewis Hamilton é um que já sinalizou que faz parte de seus planos competir na Nascar.

Nos Estados Unidos, a Nascar compete em 42 finais de semana, correndo em 26 circuitos ovais e alguns de pista mista. A cada final de semana, os autódromos recebem, em média, 160 mil pessoas. Aqui no Brasil, a categoria que mais público leva às pistas é a Fórmula Truck, com média de 38 mil.

 

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *