Nascar

  • Crédito: Jonathan Moore/AFP

    Dale Earnhardt Jr. apoia pesquisas que estudam lesões cerebrais em pilotos.

Dale Earnhardt Jr. quer doar cérebro

Piloto pretende ajudar ciência a entender lesões causadas por desacelerações abruptas
Por: Redação - 28/03/2016 16:49:02

O piloto Dale Earnhardt Jr. - filho do lendário Dale Earnhardt, que morreu em 2001, durante a Daytona 500 daquele ano - anunciou no final de semana que pretende doar seu cérebro para pesquisas da Universidade de Pittsburgh. O centro médico da escola desenvolve estudos para saber o que acontece com os cérebros dos pilotos quando eles são submetidos a fortes desacelerações.

A Universidade de Pittsburgh tenta fazer a correlação entre Alzheimer e Parkson com episódios frequentes de desaceleração. O que motivou Dale Earnhardt Jr. a aderir à pesquisa foi a recente descoberta de que seu ex-companheiro de equipe, Ken Stabler, está com uma doença degenerativa do cérebro, o que pode ter como causa as muitas batidas contra os muros dos circuitos da Nascar.

Earnhardt Jr. também decidiu apoiar a pesquisa por que em 2012 teve duas concussões cerebrais causadas por batidas. Uma foi na etapa de Kansas, quando um pneu explodiu e ele bateu com o carro no muro, e outra no circuito de Talladega, quando se envolveu em um acidente e também bateu forte no muro.

Desde 2014, a Nascar exige que os pilotos se submetam a exames periódicos para medir a saúde cerebral. A iniciativa de Dale Earnhardt Jr., no entanto, é inédita entre pilotos. A informação é do jornal US Today.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *