+ Notícias

  • Crédito: ArabianBusiness

    Flavio Briatore: condenado em 2ª instância na Itália.

Briatore condenado por sonegação

Ex-chefe de equipe comprou iate e não pagou impostos. Justiça italiana determina 18 meses de prisão
Por: Redação - 11/02/2018 01:26:24
1.290 visualizações

O polêmico ex-chefe de equipe na Fórmula 1, Flavio Briatore, está condenado a 18 meses de prisão pela justiça italiana, por sonegação de impostos. Durante quatro anos, entre 2006 e 2010, Briatore desfrutou de um iate nas águas da Itália - o Força Azul – e não pagou 3,6 milhões de euros em impostos.

Briatore foi condenado em segunda instância. Outros dois sócios do ex-chefe da F1 também foram condenados. Os advogados prometem recorrer ao Supremo Tribunal da Itália. O ex-chefe de equipe é conhecido pelo “Cingapuragate”. O caso correu na temporada 2018, quando Briatore ordenou que Nelsinho Piquet forçasse um acidente para beneficiar Fernando Alonso.

Na época, Briatore era chefe de equipe da Renault. O dirigente foi considerado culpado pelos tribunais da FIA e banido da F1. Mesmo assim, ele segue desfilando nos GPs e atuando como conselheiro de Fernando Alonso.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade