+ Notícias

  • Crédito: Reprodução

    Ayrton Senna, com a bandeira: gesto passou a ser adotado em todas as corridas.
  • Crédito: Reprodução

    Ayrton Senna, com a bandeira: gesto passou a ser adotado em todas as corridas.

Há 30 anos, Senna "adotava" bandeira

Gesto nasceu nos EUA, um dia depois de a seleção ser eliminada da Copa de 1986
Por: Redação - 22/06/2016 13:36:26

No sábado, 21 de junho de 1986, o torcedor brasileiro viveu a alegria de ver Ayrton Senna cravar mais uma pole e garantir o lugar de honra no grid do GP de Detroit, nos Estados Unidos. No mesmo dia, viu a seleção brasileira de futebol ser eliminada da Copa do Mundo de 1986, pela França, nos pênaltis.

Domingo, 22 de junho de 1986, dia do GP dos Estados Unidos. Ayrton preparava-se para entrar na Lotus #12 quando viu um cartaz de um torcedor, na arquibancada: “Senna, dá um olé no francês”. A referência era a Alain Prost, que já corria na McLaren, e que naquele ano viria a ser campeão da Fórmula 1.

Depois de uma corrida atribulada, em que errou na largada e teve um pneu furado, Ayrton Senna venceu em Detroit. Na volta de comemoração, viu um brasileiro segurando uma bandeira de plástico do Brasil, parou o carro e passou a eternizar o gesto de sempre comemorar as vitórias segurando a bandeira do país. A ação tornou-se um orgulho nacional e nesta quarta-feira completa 30 anos.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade