+ Notícias

  • Crédito: DTM/Twitter

    Sem a Mercedes no grid, em 2019, Audi e BMW tendem a ter mais carros no grid.

BMW e Audi devem ter 8 carros em 2019

Para compensar a ausência da Mercedes no ano que vem, fabricantes vão ter que aumentar equipes
Por: Redação - 22/08/2018 15:33:45

O DTM busca soluções para a temporada 2019, sem a presença da Mercedes no grid. Com a saída do fabricante, que passa a se dedicar à Fórmula 1 e à Fórmula E, Audi e BMW estão sendo convocadas a garantir um grid mínimo de 16 carros no ano que vem. Para isso, terão que aumentar de seis para oito carros suas equipes.

Uma solução que BMW e Audi defendem é que os carros extras que podem entrar no grid em 2019 sejam compartilhados com equipes independentes, para que os fabricantes minimizem os custos. Segundo o chefe de equipe da Audi, Dieter Gass, o que se busca é equalizar uma temporada de transição para o DTM.

A próxima temporada marca o primeiro ano do novo regulamento do DTM, no qual a categoria adotará um livro de regras comum com a série japonesa Super GT. Isso inclui a saída dos motores V8 aspirados em favor de um novo motor turbo de quatro cilindros, que deveria ser lançado em 2017, mas acabou vetado pela Mercedes.

O campeonato de 2019 também vai preparar o terreno para a entrada de novos fabricantes. A Aston Martin já é uma marca que sinalizou o interesse de entrar no DTM, mas o CEO da categoria, Gehard Berger, busca novos parceiros. Neste fim de semana, a categoria corre em Misano, na Itália.

 

 

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade