Fórmula 1

  • Crédito: Williams F1

    Felipe Massa: juventude de Stroll faz com que atenções se voltem para ele.

Felipe Massa será piloto nº 1

Desde Ayrton Senna, em 1994, um brasileiro não tinha prioridades em uma equipe
Por: Redação - 14/03/2017 17:14:41
5.520 visualizações

Desde Ayrton Senna, em 1994, o Brasil não tinha um piloto número 1 dentro de uma escuderia da Fórmula 1. Em 2017, vai voltar a ter. E é Felipe Massa, da Williams. Segundo o chefe da equipe, Rob Smedley, Lance Stroll vai precisar adquirir confiança nesta temporada e talvez só comece a apresentar resultados na segunda metade do campeonato. “A pressão sobre ele está muito alta. Ele tem apenas 18 anos e tudo é novo”, disse.

Por outro lado, Massa se comportou com um piloto número 1 nos testes em Barcelona. Além de fornecer todas as informações de que a equipe precisava, conseguiu tempos excelentes, andando na casa do 1min19s várias vezes. “Com o Massa, a Williams se juntou aos grandes times nos testes”, afirma Smedley. Já Lance Stroll foi, em média, 1 segundo mais lento que seu companheiro de equipe.

A expectativa de Felipe Massa é tão positiva para a temporada 2017, que ele já admite ficar 2018 na Fórmula 1. O piloto anunciou a aposentadoria no final de 2016, desaposentou em função da saída de Valtteri Bottas para a Mercedes, e chegou a testar na Fórmula E para manter um plano B. Agora ganha toda a atenção na Williams, até que Stroll esteja pronto. “Ele vai para Melbourne com apenas 180 minutos de preparação. Vai precisar de meio ano para se familiarizar”, avalia Rob Smedley, sobre o jovem piloto.

Lance Stroll venceu a F3 Europeia em 2016 e comprou a vaga na Williams para 2017. Seu pai é o magnata canadense Lawrence Stroll. Especula-se que tenha pagado US$ 80 milhões para que o filho corresse na F1.

Compartilhe



Veja também...

3 Comentários

  1. RafaelDiz:

    Concordo! Porém ele explicou no site que uma equipe da importância em questão de campeonato, prioriza um piloto, porque o outro precisa de experiência apenas.

  2. FernandoDiz:

    Rubens Barrichello correndo pela Jordan, Pedro Paulo Diniz e Roberto Moreno eram companheiros de equipe pela Parmalat Forti Ford em 1995, Ricardo Rosset na Footwork Hart em 1996, Tarso Marques pela Dart/Phoenix, mas tiveram a inscrição barrada pela FIA em 2002, Cristiano da Matta pela Panasonic Toyota Racing em 2004, em 2007 Felipe Massa assume o lugar de seu companheiro de equipe e vici-campeao de 2006 Michael Schumacher, em 2008 Felipe Massa mesmo não sendo primeiro piloto terminou a temporada na frente de seu companheiro de equipe Kimi Raikkonen terminando em 2 e 3 lugar atras de Lewis Hamilton, em 2009 Felipe Massa assume novamente como piloto 1 da equipe Ferrari mas o assidente que sofreu fez com que terminasse a temporada em 11º lugar com 22 pontos e em 2011 Rubens Barrichello ainda pela AT&T Williams.

  3. amauriDiz:

    Se quem escreveu essa matéria entendesse um pouco de f1 saberia que de 1995 até 1999 barrichello foi 1 piloto e que na willians em 2010 e 2011 também

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

Publicidade
Publicidade
Publicidade