Fórmula 1

  • Crédito: Getty Images

    Torcida holandesa no GP da Áustria, quando Max Verstappen venceu: euforia com o piloto.

Liberty quer Zandvoort em 2020

Depois de fechar o GP do Vietnã, gestora da F1 negocia para capitalizar sucesso de Max Verstappen
Por: Redação - 05/11/2018 15:32:40
197 visualizações

O sucesso de Max Verstappen, hoje um dos esportistas mais populares da Holanda, e que atrai uma legião laranja quando a F1 corre na Europa, levou a Liberty Media, gestora da Fórmula 1, a bater o martelo: quer o GP da Holanda no tradicional circuito e Zandvoort, a partir de 2020.

O calendário de 2020 da Fórmula 1 tende a ter várias novidades. Já está certo o GP do Vietnã e a Liberty Media negocia o GP de Miami, nos Estados Unidos. Agora, decidiu abrir negociações para ter o GP da Holanda.

Havia o interesse pelo circuito de Assen - a Catedral da MotoGP -, mas Zandvoort passou a ganhar força depois que o gestor do autódromo, Bernhard van Oranje, assegurou que há interesse da iniciativa privada e do governo holandês em atrair a F1 para o circuito.

Estima-se que, entre as reformas no autódromo e a taxa a ser paga para a Liberty Media, devam ser desembolsados perto de 30 milhões de euros – aproximadamente R$ 120 milhões. Atualmente, o principal evento automobilístico que Zandvoort recebe é a prova do DTM.

A Holanda já teve GP de Fórmula 1 regularmente, entre 1952 e 1985, com interrupções em 1954, 1956, 1957 e 1972.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade