Fórmula 1

  • Crédito: Getty Images Sport

    Binotto, novo chefe da equipe Ferrari, no circuito Albert Park.

Binotto nega proteção à Vettel

Diretor ferrarista disse ter segurando Leclerc por puro "zêlo e receio"
Por: Redação e agências - 19/03/2019 16:38:13

A equipe italiana Ferrari mudou de diretor, agora está Mattia Binotto, mas não mudou de postura. MUda a temporada e o segundo piloto, mas a equipe continua com a mesma mentalidade. Antes do início dos treinos oficiais, a equipe falava que tinha liberado a competição entre os seus pilotos. Mas na prática, no primeiro GP da temporada 2019, não foi isso que se viu.

O jovem Charles Leclerc, estreando pela equipe italiana, não fazia uma corrida das melhores, mas conseguiu na parte final de recuperar e diminuir uma distância de um pouco mais de 10s para seu companheiro Sebastian Vettel para abaixo de 1s. Quando isso aconteceu, Leclerc percebendo que tinha melhor carro e momento que o alemão, perguntou a equipe se ultrapassaria ou não Vettel. Eis que a equipe responde: "não. Fique e mantenha à distância".

Mattia Binotto, infagado pela postura, ainda na primeira prova da temporada, respondeu: "Na sexta-feira não estávamos confortáveis nessa pista. Apesar de termos feito muito trabalho de preparação, não encontramos o equilíbrio certo e até a nossa performance na classificação demonstrou que lutávamos para nos adaptarmos à pista do Albert Park. Então, durante a corrida, durante o primeiro stint, tentamos manter o ritmo. Charles (Leclerc) cometeu um pequeno erro, o que o impediu de ficar com os líderes".

Binotto continuou: "Depois do pit stop, o carro de Seb(astian) nunca encontrou aderência nos pneus médios e por isso não conseguiu atacar os que estavam à frente. Quando ele não pôde mais se defender de Verstappen, decidimos que o mais importante era ir até o fim e controlar os pneus. Quando Charles o alcançou, pareceu mais sensato não se arriscar. Estamos deixando a Austrália com muitos dados para analisar e vamos usá-los para determinar como retornar ao nosso nível de competitividade em duas semanas no Barein".

Pelo visto, vamos ter que aguardar a continuidade da temporada para verificarmos se a Ferrari vai continuar protegendo Sebastian Vettel ou se o que aconteceu em Melbourne foi realmente "zêlo" como tentou relatar o novo manda-chuva da equipe italiana.

Compartilhe



Veja também...

1 Comentários

  1. manoel natanael da silvaDiz:

    ferrare burra vettel nao é pariu pra hemilton porq nao deixar lecler tentar

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

Publicidade
Publicidade
Publicidade