Fórmula 1

  • Crédito: Getty Images Sport

    Hamilton comemora a vitória em casa.

Hamilton mostra que manda em casa

Em casa, Hamilton é superior a Bottas e vence o GP da Inglaterra
Por: Redação e agências - 14/07/2019 12:05:30

Lewis Hamilton triunfou em casa. Neste domingo, o piloto inglês da Mercedes foi o grande vencedor do GP da Inglaterra, no circuito de Silverstone. O líder da classificação geral da temporada teve desempenho superior ao do companheiro Valtteri Bottas, que foi o pole position e terminou a prova na segunda colocação.

Charles Leclerc, da Ferrari, completou o pódio. O monegasco permaneceu na mesma posição na qual largou. Na sequência, Pierre Gasly e Max Verstappen, ambos da RBR, ficaram com a quarta e quinta colocação, respectivamente.

Sebastian Vettel foi punido em dez segundos por conta de um choque com Verstappen. O alemão não desacelerou e bateu na traseira do holandês, prejudicando o desempenho de ambos na parte final da corrida.

A entrada do safety car para resgatar Antonio Giovanazzi na caixa de britas foi determinante no andamento da corrida. A distância entre os pilotos voltou a diminuir e ficar equânime, trazendo mais emoção para a metade final. Bottas, que ainda não tinha parado pela segunda vez, foi o mais prejudicado.

Com o resultado, Hamilton isolou-se ainda mais na primeira posição, com 223 pontos.  O inglês também fez a volta mais rápida da prova, na sua 80ª vitória na carreira de Fórmula 1. Bottas foi a 184 pontos, enquanto Leclerc chegou aos 120. O finlandês manteve a segunda colocação na tabela, enquanto o monegasco permaneceu em quinto.

A Fórmula 1 retorna no dia 28 de julho, na 11ª etapa da temporada, no circuito de Hockenheim, na Alemanha. Em 2018, o vencedor da prova foi Lewis Hamilton, seguido de Valtteri Bottas e Kimi Raikkonen.

A corrida – A expectativa na largada girava em torno do comportamento de Hamilton teria, já que corria em casa e ficou próximo de conseguir a pole. Apesar disso, Bottas largou bem e manteve a liderança. A principal modificação de posição no início se deu pela ultrapassagem de Vettel, que deixou Gasly para trás.

Logo na quinta volta, a disputa entre Bottas e Hamilton se intensificou. O inglês estava a menos de 0,3 segundos e pôde utilizar a asa móvel, conseguindo se aproximar e ultrapassar. No entanto, logo no trecho seguinte da pista, o finlandês mostrou poder de recuperação e voltou à liderança. Foi uma mostra de que a disputa seria intensa até o fim.

Em uma das pistas mais velozes e com curvas mais rápidas de todo o calendário da Fórmula 1, o desgaste dos pneus começou a aparecer com menos de dez voltas. Leclerc, na terceira posição, sofreu com este problema e distanciou-se de Hamilton.

Vettel mostrou problemas na desde o treino classificatório, principalmente com o uso da asa móvel. Na 12ª volta, o alemão diminuiu o ritmo e foi facilmente ultrapassado por Gasly, que voltou à quinta posição por dentro da pista.

RBR e Ferrari optaram por pneus mais macios em relação à Mercedes e tiveram que parar antes para o pit stop. Verstappen e Leclerc foram juntos para os boxes e o holandês conseguiu ultrapassar o monegasco por conta da parada mais rápida. No entanto, logo depois de voltarem à pista, Leclerc retomou a posição com uma rápida ultrapassagem.

Hamilton fez sua parada depois de Bottas. Voltando com pneus duros, o inglês retornou à pista à frente do companheiro de equipe. O finlandês, inclusive, teve a sorte de contar com o safety car, que foi resgatar Antonio Giovinazzi na brita. Dessa forma, a diferença entre os dois diminuiu.

A entrada do safety car reorganizou a distância entre todos os pilotos, trazendo mais emoção para a segunda metade da prova. Leclerc permaneceu pressionando Verstappen, em uma disputa que se acirrou desde a ultrapassagem polêmica do holandês sobre o monegasco no GP da Áustria.

Verstappen voltou a ser o centro das atenções em um choque com Vettel. O piloto da RBR diminuiu a velocidade e o alemão não reduziu o ritmo, chocando-se na traseira do finlandês. Os dois rodaram e saíram do trajeto, sendo prejudicados para o restante da prova. Vettel foi punido em dez segundos por ter sido imprudente no momento do choque.

Lewis Hamilton não foi ameaçado no final da corrida. Bottas ainda teve que fazer mais uma parada nos boxes, porém não perdeu a posição para Leclerc, garantindo a segunda colocação. Dessa forma, o inglês fez a festa da torcida e conquistou sua 80ª vitória na Fórmula 1.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade