Fórmula 1

  • Crédito: Getty Images Sport

    A Alfa Romeo apelou contra a punição de seus pilotos no GP da Alemanha.

Alfa Romeo entra com apelação

Equipe abre apelação para reaver punição aplicada a pilotos na Alemanha
Por: Redação e agências - 01/08/2019 11:50:43

A equipe da Alfa Romeu decidiu abrir um pedido de apelação contra as punições aplicadas a seus pilotos, Kimi Raikkonen e Antonio Giovinazzi, no Grande Prêmio da Alemanha, que aconteceu no último domingo. Na ocasião, os comissários aplicaram 30 segundos a mais ao tempo total da prova de cada um deles por conta de irregularidades no torque da embreagem durante a largada.

“A Alfa Romeo Racing interpôs recurso contra a decisão nº 56 e 57 dos comissários do Grande Prêmio da Alemanha de 2019”, diz a nota publicada no Twitter oficial da construtora.

Com a punição, Raikkonen e Giovinazzi acabaram perdendo a sétima e oitava colocações, respectivamente. A decisão foi dar aos dois pilotos uma penalidade de dez segundos num pit stop. Como não foi realizada, então foi aplicada uma multa de 30 segundos somados aos tempos finais dos dois.

Dessa forma, Romain Grosjean e Kevin Magnussen, da Haas, ocuparam esses lugares, enquanto Lewis Hamilton foi para nono e Robert Kubica para décimo – esse foi o primeiro ponto da Willians na temporada. Depois de uma corrida catastrófica, Hamilton pode até mesmo “comemorar”. Com os dois pontos somados, o britânico amplicou de 39 para 41 pontos a vantagem sobre Valtteri Bottas, também da Mercedes, na liderança da classificação geral.

Em relação à punição aplicada, os comissários detectaram que o torque da embreagem de ambos na largada não correspondia àquele exigido pelo regulamento – a liberação da embreagem foi feita em 70 milissegundos, sendo que o estipulado é de 300 milissegundos. Segundo os especialistas, a situação pode ser comparada com uma queima de largada, o que configura uma vantagem.

O Grande Prêmio da Alemanha, no circuito de Hockenheim, entregou muita emoção ao fã da Fórmula 1 na manhã do último domingo. Com chuva, trocas de pneus e estratégias a todo momento, o vencedor da prova foi Verstappen, da RBR, mas o grande destaque ficou com Sebastian Vettel, da Ferrari, que ficou na segunda colocação após ter largado em último. Kvyat, da Toro Rosso, completou o pódio, o primeiro da escuderia desde o GP da Itália, em 2008.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade