Fórmula 1

  • Crédito: Getty Images

    Lewis esteve presente no Japão em 2014 quando ocorreu acidente que vitimou Jules Bianchi.

Hamilton ainda sente morte de Anthoine Hubert

Inglês diz que fatalidade com o piloto da F2 o atingiu nas "profundezas da alma"
Por: Murilo - 17/09/2019 07:00:05

O piloto Lewis Hamilton falou sobre como fatalidades no esporte o afetam psicologicamente. O inglês comentou a morte do piloto da F2, Anthoine Hubert após acidente na Bélgica no mês passado - vale lembrar que o piloto da Mercedes esteve presente no Japão em 2014, quando Jules Bianchi sofreu lesões que mais tarde tirariam sua vida. Hamilton também participou de uma corrida de kart em 1994, em que piloto Daniel Spence acabou perdendo a vida.

“É por isso que falei sobre isso nas mídias sociais. Porque não é impossível. Já experimentei isso antes. Obviamente, no Japão tivemos essa experiência, mas tive uma outra com apenas 11 anos de idade. E para um piloto isso o atinge muito forte.”, disse Hamilton em conversa com um grupo de jornalistas.

“Não sei como foi para os outros pilotos, mas para mim, isso bateu nas profundezas da minha alma. Foi muito difícil. Para o resto do dia e, à noite, eu não consegui dormir, simplesmente não conseguia acreditar no que tinha acontecido. Acho que sua mente está apenas tentando se acostumar com a realidade... E também perdemos Charlie Whiting este ano e a Fórmula 1 apenas continua, perdemos Niki Lauda e o mundo continua. É triste, mas é assim que a vida é”, completou.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade