Fórmula 1

  • Crédito: Ali Haider/EFE

    Nico Rosberg à frente, Lewis Hamilton atrás: temporada 2015 terminou assim.

Rosberg vence e vira favorito para 2016

Piloto fecha temporada mostrando força para rivalizar com Hamilton dentro da Mercedes
Por: Altair Santos - 29/11/2015 11:41:52

No GP que comemorava os 44 anos da fundação da cidade-estado de Abu Dhabi, e onde uma ação de marketing tentou associar a data com o número do carro de Lewis Hamilton, Nico Rosberg acabou estragando a festa. O piloto alemão da Mercedes-Benz venceu a terceira prova consecutiva, terminando a temporada 2015 dando esperança de que em 2016 a Fórmula 1 voltará a viver as grandes rivalidades que marcaram a história da categoria.

Nico Rosberg largou na pole position – a sexta seguida – e gerenciou a ponta durante boa parte da prova. Só ficou atrás de Lewis Hamilton durante as trocas de pneus. Com isso, apesar de o britânico ser o grande vencedor da temporada, conquistando o tricampeonato, o alemão termina o ano em alta e dando a impressão de que finalmente irá rivalizar com seu companheiro de equipe em 2016. Durante 2014 e 2015, muitas vezes Rosberg agiu como coadjuvante.

Na corrida, nas últimas 15 voltas, houve uma discussão, via rádio, entre Hamilton e a equipa. O piloto queria terminar a prova sem realizar a última troca de pneus, com o objetivo de se manter à frente de Nico Rosberg. O chefe da Mercedes, Toto Wolff, no entanto, convenceu o britânico de que a parada era fundamental, sob risco de que ele poderia deteriorar tantos os pneus que não completaria a corrida. Com isso, Lewis Hamilton parou e, mesmo tirando tempo nas últimas dez voltas, não conseguir impedir a vitória de Nico Rosberg.

Além do tradicional domínio da Mercedes-Benz em Abu Dhabi, quem surpreendeu foi Sebastian Vettel. O piloto largou na 16ª colocação, após um erro de estratégia da Ferrari no qualifying de sábado, e fez uma corrida de recuperação, cruzando a linha de chegada em 4º lugar. A terceira posição ficou com Kimi Raikkonen, também da Ferrari. Outro desempenho surpreendente, ao longo dos treinos livres, qualifying e corrida, foi o do mexicano Sergio Perez, da Force India, que cruzou a linha de chegada em 5º lugar.

O brasileiro Felipe Massa terminou a prova na mesma posição em que largou: 8º lugar. Já seu companheiro de Williams, Valtteri Bottas, teve a corrida prejudicada em sua primeira parada nos boxes. O piloto saiu no exato momento em que Jenson Button entrava para trocar pneus e teve seu bico dianteiro avariado. Com isso, terminou em 13º na prova e perdeu a 4ª colocação no campeonato de pilotos para o compatriota Kimi Raikkonen. Bottas cruzou a linha de chegada na frente das Sauber de Marcus Ericsson e Felipe Nars, que encerra a temporada com 27 pontos.

Confira o resultado do GP de Abu Dhabi
1. Nico Rosberg (Mercedes-Benz), 55 voltas, em 1h38min30s175
2. Lewis Hamilton (Mercedes-Benz), a 8s271
3. Kimi Raikkonen (Ferrari), a 19s430
4. Sebastian Vettel (Ferrari), a 43s735
5. Sergio Perez (Force India), a 1min03s952
6. Daniel Ricciardo (Red Bull), a 1min05s010
7. Nico Hulkenberg (Force India), a 1min33s618
8. Felipe Massa (Williams), a 1min37s351
9. Romain Grosjean (Lotus), a 1min38s201
10. Daniil Kvyat (Red Bull), a 1min42s371
11. Carlos Sainz (Toro Rosso), a 1min43s525
12. Jenson Button (McLaren), a uma volta
13. Valtteri Bottas (Williams), a uma volta
14. Marcus Ericsson (Sauber), a uma volta
15. Felipe Nasr (Sauber), a uma volta
16. Max Verstappen (Toro Rosso), a uma volta
17. Fernando Alonso (McLaren), a duas voltas
18. Will Stevens (Manor), a duas voltas
19. Roberto Merhi (Manor), a três voltas
20. Pastor Maldonado (Lotus), abandono

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *