Fórmula 1

  • Crédito: AFP

    Alonso elogia avanços que a McLaren vem conseguindo.

Alonso celebra performance da McLaren

Espanhol afirma que próximo passo é conquistar vaga no Q3 do qualfying
Por: Agência EFE - 16/04/2016 10:56:44

O piloto espanhol Fernando Alonso (McLaren), que largará na 12ª posição no Grande Prêmio da China, em seu retorno às pistas por causa de um acidente na Austrália há um mês, afirmou neste sábado que achou positivo o desempenho do carro no treino classificatório e o fato de sair perto dos dez primeiros.

"Estive lutando para passar do Q1 (a primeira rodada da classificação) durante o último ano, agora tenho o carro pronto para ir para o Q3 (a terceira etapa). Quando você perde essa oportunidade, obviamente, é frustrante", comentou Alonso.

"Hoje estávamos competitivos e, acredito eu, na luta para entrar no Q3 com os dois carros. Portanto, foi uma pena. Mas vamos pensar no lado positivo: estávamos tentando passar do Q1 há duas corridas, ou no ano passado. Agora, estamos frustrados porque não estamos no Q3", completou o bicampeão mundial espanhol.
"Estamos na direção certa, crescendo a cada corrida, e isso é positivo. O progresso que fizemos desde o ano passado é enorme e agora somos competitivos. Estou bastante contente com isso, embora ainda tenhamos um longo caminho", afirmou Alonso.

Contudo, o espanhol, assim como seu companheiro de equipe, o britânico Jenson Button, acha que a McLaren ainda precisa melhorar o ritmo apresentado no circuito de Shangai, especialmente nas retas longas, nas quais ambos não estavam completamente satisfeitos.

Isso é especialmente importante no Grande Prêmio da China, que tem duas das retas mais longas de toda temporada, o que representa uma vantagem nesses setores para os carros com motores mais potentes.
Mesmo assim, Alonso se disse satisfeito com as mudanças feitas em seu MP4-31 desde ontem. "O carro estava melhor na classificação, estávamos mais competitivos. Espero que sejamos assim também amanhã (domingo)", destacou o piloto.

O bicampeão espanhol tinha comentado ontem que, em alguns casos, pode ser melhor sair da 11ª ou da 12ª posições no grid do que entrar no Q3 sacrificando pneus para corrida.

Depois do grave acidente da Austrália, que inclusive o tirou do Grande Prêmio do Bahrein por recomendação médica, Alonso disse estar se sentindo muito bem e revelou que dormiu por 11 horas na noite de ontem. O piloto sofreu uma fratura nas costelas no incidente em Melbourne e, apesar de se sentir bem, ainda é afetado por "dores suportáveis na região" quando passa por algum trecho ruim da pista. "Não tive que tomar nada para dor. Se não doer amanhã (domingo), acredito que estarei bem", explicou.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *