Rosberg ganha pole, mas pode não levar

Alemão tirou 1º lugar no grid de Lewis Hamilton, com suspeita de infringir bandeira amarela

  • Crédito: EFE

    Nico Rosberg comemora, mas pode ficar sem a pole.
Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Google+

Por: Redação - 23/07/2016 11:34:44

Nico Rosberg conseguiu neste sábado sua 4ª pole position na temporada, ao cravar 1min19s965 no circuito de Hungaroring. Neste domingo, às 9h (horário de Brasília), o piloto alemão larga na posição de honra do grid do GP da Hungria. A volta rápida, ele conseguiu na última tentativa, e contou com a ajuda de Fernando Alonso.

O piloto da McLaren rodou quando Lewis Hamilton tentava melhorar sua volta rápida, obrigando o britânico a tirar o pé. Na sequência, e faltando menos de dois minutos para o fim do treino oficial, Nico Rosberg encontrou pista limpa para acelerar sua Mercedes-Benz #6 e conseguir superar o companheiro de equipe.

Surgiu a suspeita de que Rosberg teria feito a volta rápida ainda com bandeira amarela. Houve um protesto formal da Red Bull e a pole está sob investigação. Isso torna o treino oficial do GP da Hungria o mais confuso da temporada. A sessão já começou com atraso de quase meia hora, por causa de um forte temporal que caiu no circuito húngaro, adiando todo o procedimento.

No Q1, quando a pista foi liberada, houve três bandeiras vermelhas por causa de acidentes. Em um deles, O brasileiro Felipe Massa perdeu o controle do carro, saiu da pista e destruiu a frente de sua Williams. Sem chance de seguir no treino, Massa larga na 18ª posição. Também bateram Rio Haryanto e Marcus Ericsson.

Aproveitando-se da pista molhada, Felipe Nasr, em igualdade de condições com carros superiores ao dele, conseguiu levar a Sauber para o Q2 pela primeira vez nesta temporada. Na segunda parte do treino, já com a pista seca, o brasileiro não melhorou seu tempo e larga na 16ª colocação.

Para o Q3, avançaram Max Verstappen, que havia sido o mais rápido no Q2, Nico Rosberg, Daniel Ricciardo, Fernando Alonso, Nico Hulkenberg, Sebastian Vettel, Jenson Button, Valtteri Bottas, Carlos Sainz e Lewis Hamilton, que teve problemas no Q2 e classificou em 10º. Porém, o britânico recuperaria o ritmo normal no Q3.

Hamilton caminhava para garantir sua pole, quando a rodada de Fernando Alonso o atrapalhou. Em volta lançada, e já com a McLaren de Alonso retirada da pista, Nico Rosberg superou o companheiro de equipe, e rival. Resta saber se vai largar no lugar de honra do grid.

Confira o grid não-oficial para o GP da Hungria
1.Nico Rosberg (Mercedes-Bens), em 1min19s965
2.Lewis Hamilton (Mercedes-Benz), em 1min20s108
3.Daniel Ricciardo (Red Bull/Renault), em 1min20s280
4.Max Verstappen (Red Bull/Renault), em 1min20s557
5.Sebastian Vettel (Ferrari), em 1min20s874
6.Carlos Sainz (Toro Rosso/Ferrari), em 1min21s131
7.Fernando Alonso (McLaren/Honda), em 1min21s211
8.Jenson Button (McLaren/Honda), em 1min21s597
9.Nico Hulkenberg (Force India/Mercedes), em 1min21s823
10.Valtteri Bottas (Williams/Mercedes),em 1min22s182
11.Romain Grosjean (Haas/Ferrari), em 1min24s941
12.Daniil Kvyat (Toro Rosso/Ferrari), em 1min25s301
13. Sergio Perez (Force India/Mercedes ), em 1min25s416
14. Kimi Raikkonen (Ferrari), em 1min25s435
15.Esteban Gutierrez (Haas/Ferrari), em 1min26s189
16.Felipe Nasr (Sauber/Ferrari), em 1min27s063
17.Jolyon Palmer (Renault), em 1min43s965
18.Felipe Massa (Williams/Mercedes), em 1min43s999
19.Kevin Magnussen (Renault), em 1min44s543
20.Marcus Ericsson (Sauber/Ferrari), em 1min46s984
21.Pascal Wehrlein (Manor/Mercedes), em 1min47s343
22.Rio Haryanto (Manor/Mercedes), em 1min50s189

VEJA TAMBÉM